A Cura Espiritual

Para podermos analisar mais profundamente os processos da Cura Espiritual, vale a pena revermos as palavras de Allan Kardec no livro “A Gênese” que, se a principio nos parece complexa, ao relermos com cuidado nos ajudará a desvendar esse processo, que não tem em sua essência nada de milagroso e sim, a atuação da imensa Misericórdia Divina, que deu ao homem a possibilidade da manipulação dos fluidos.

O tratamento de cura realizado por médiuns que possuem a faculdade da manipulação de fluidos, assim como nosso irmão Paulo Neto, nos traz grande auxilio, mesmo quando o resultado não é detectado imediatamente. A cura realizada no corpo espiritual, pode ou não se refletir no corpo físico, dependendo da nossa necessidade da doença como mola propulsora de transformação intima. Como ela se instala primeiramente no corpo espiritual, poderá já ser ali tratada, impedindo futuros comprometimentos.

Analisando a história da humanidade, encontramos inúmeros processos de curas. Elas são sempre relacionadas a grandes homens e entre eles, o mais presente em nossas vidas, com certeza é Jesus!

Ele nos trouxe em várias situações, a importância da fé e do amor para curarmos nossas doenças, seja em nosso corpo físico ou em nosso espírito.

De acordo com os evangelhos, um centurião romano pediu ajuda a Jesus por que um dos seus servos mais jovens estava doente. Jesus se ofereceu para ir à casa do centurião para realizar a cura, mas ele sugeriu que Jesus o fizesse à distância, pois ele não se considerava digno de tê-lo em sua casa. Ao ouvir isso, Jesus disse:

“Em verdade vos afirmo que nem mesmo em Israel achei tamanha fé…Vai-te e como creste, assim te seja feito.» (Mateus 8:10-13)”

A Fé e o Amor caminham lado a lado nos ensinamentos desse Homem, que através do exemplo do perdão, que é o amor em sua mais profunda essência, nos deixou um legado de luz, através do qual podemos iluminar nosso caminho, seja na vida material ou na espiritual!

O homem tem em sua essência a fé e através dela, consegue grandes realizações, pois confia em si e na Força Maior que o protege. Pelo exercício da caridade amplia suas boas ações, se transformando pouco a pouco no Homem de Bem do qual nos fala Kardec no cap. XVII do Evangelho Segundo o Espiritismo. O nosso crescimento intimo nos transformará em homens sãos, decorrentes de corações amorosos e fraternos.

Passamos por diversas vidas dentro da nossa existência que sabemos ser infinita, o importante é que nessa trajetória, busquemos trabalhar nossas limitações. Ao entendermos que somos a somatória de nossas experiências anteriores, aceitaremos com mais facilidade os nossos desafios, pois eles, assim como o sol nos trazem um novo amanhã, cheio de esperança e fé!

www.000webhost.com