Vivenciando Jesus

Época de reflexão, de buscar em nós a força do Amor para que possamos iluminar o nosso amanhã!

Oportunidade de crescimento, de transformação, cumprindo assim a diretriz do Pai, cada um de nós evoluindo segundo o comprometimento e dedicação com os quais assumimos a nossa trajetória terrena.

A somatória de nosso estágio evolutivo reflete diretamente sobre a evolução do planeta em que vivemos. Conscientes que, através da nossa mudança interior, mudaremos o mundo, lembramo-nos da nossa responsabilidade na busca de um planeta renovado, onde a dor, o orgulho e a inveja não mais existam!

O homem em sua transformação quanto ‘a atitudes e valores no decorrer da historia da humanidade é um estimulo ‘a mudanças.

Atualmente o mais simples conceito, como um viveiro sem portas, onde os pássaros veem para saciar a fome e a sede e depois retornam para a sombra abençoada da arvore, nos faz entender que o homem está mudando, alguns com passos mais acelerados, outros um pouco mais lentamente, porem de alguma forma todos nós contribuímos para transformar esse mundo, em um mundo melhor.

Vivenciar os ensinamentos de Jesus, nos torna aptos a participar ativamente desse novo planeta que virá em futuro próximo, não como o fim, mas como o começo de uma nova Era, um planeta de regeneração, sem temores, nem incertezas!

Há muito tempo li um lindo texto sobre o dom da vida, e da importância que damos ‘a ela: ”Seja feliz, mas não ande depressa demais, para não faltar tempo ‘a você, de sentir o cheiro das flores e de agradecer por estar vivo”. Devemos estar sempre atentos para que o brilho do mundo material, não se sobreponha a luz do mundo espiritual!

Procurar manter em nossa mente e coração nosso objetivo na Terra nos auxilia a continuar a busca desse Homem de Bem, inserido em cada um de nós, responsáveis por essa Terra e pelos irmãos que nela habitam.

Nas palavras de Emmanuel encontramos nossas infinitas possibilidades:

“Para o esquimó, o céu é um continente de gelo, sustentado a focas.
Para o selvagem da floresta, não há outro paraíso, além da caça abundante.
Para o homem da religião sectária, a glória de além-túmulo pertence exclusivamente a ele e aos que se lhe afeiçoam…
Transfere a observação para teu campo de experiência diária e não olvides que as situações externas serão retratadas em teu plano interior, segundo o material de reflexão que acolhes na consciência.
Se perseverares na cólera, todas as forças em torno te parecerão iradas.
Se preferes a tristeza, anotarás o desalento, em cada trecho do caminho.
Se duvidas de ti próprio ninguém confiará em teu esforço.
Se habituaste às perturbações e aos atritos, dificilmente saberás viver em paz contigo mesmo.
Respirarás na zona superior ou inferior, torturada ou tranqüila, em que colocas a própria mente…
Em torno de teus passos, a paisagem que te abriga será sempre em tua apreciação aquilo que pensas dela, porque com a mesma medida que aplicares à Natureza, obra viva de Deus, a Natureza igualmente te medirá”

 

ANGELA BIANCO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

www.000webhost.com